segunda-feira, fevereiro 20, 2006

Wave

Vou te contar os olhos já não podem ver
Coisas que só o coração pode entender
Fundamental é mesmo o amor é impossível ser feliz sozinho

O resto é mar, é tudo que eu não sei contar
São coisas lindas que eu tenho pra te dar
Vem de mansinho à brisa e me diz que é impossível ser feliz sozinho

Da primeira vez era a cidade
Da segunda o cais a eternidade,
Agora eu já sei,
Da onda que se ergueu no mar
E das estrelas que esquecemos de contar
O amor se deixa surpreender
Enquanto a noite vem nos envolver

Tom Jobim

Ouvi Jobim hoje no rádio e pensei em dividir.
Uma das minhas preferidas.

4 comentários:

Silvio Vasconcellos disse...

Oi Debih!

Obrigado pelo comentário. Encontraste justamente o que eu queria que encontrasses. Além das palavras, o ritmo do trem se aproximando, parando, o alvoroço na estação, a partida e a despedida.

Quanto ao Jobim, ele dispensa comentários. Para mim a Bossa Nova é justamente o auge da musicalização da poesia.

thaline disse...

Tb acho q é impossivel ser feliz sozinho. Acho que precisamos sempre de alguém, para com-partilhar tudo aquilo que nos preenche.

beijos

Moita disse...

Debi

Muito bem lembrado, eu tava querendo ouvir alguma coisa agora e aí vem vc e pimba! Matou.

um beijão

Fabio Rocha disse...

Será que é impossível ser feliz sozinho?