segunda-feira, março 13, 2006

Meus poemas

Pílulas de realidade
que me preservam da loucura.
(Ou levam-me a ela).

21 de Janeiro de 2005.

4 comentários:

Fabio Rocha disse...

O mundo precisa desse tipo de pílulas...

Moita disse...

Debi

Bem fiz eu
em esperar pelos seus,
poemas.

beijos

Duda disse...

Hoje é o dia da poesia. Meu respeito aos poetas!

neotenia disse...

A vantagem de nós poetas usarmos este tipo de pílula é que temos a imaginação e fantasias como aliadas...A gente sonha memso quando não se é p/ sonhar...Adorei seu blog...Vou me tornar uma comentarista...rs