quarta-feira, junho 30, 2004

Sobre o tempo...

La Persistencia de la Memoria - Salvador Dalí


Tempo
E lá se vai o tempo...
Passando, passando,
consumindo, agonizando,
mostrando verdades o tempo todo.
Verdade de estarem todos crescendo,
vivendo, envelhecendo...
E até de que um dia estaremos morrendo.
Tétrico?
Talvez um pouco cedo...
Quem sabe... um dia o tempo pare
e nos deixe assim...
vivendo à toa, sem nem mesmo lembrar
que o tempo não passa, voa...
que o relógio não pára,
e que nossas vidas não estacionam,
para que deixemos de apenas existir
e possamos viver, tal como nos contos de fadas...
Felizes para sempre...

Débi
Maio de 2002

3 comentários:

Anônimo disse...

Oi, Débih! Agora que percebi que suas postagens são na ordem decrescente...por isso, olhava a primeira e pensava que vc tinha dado um tempo! Que felicidade! Salvador Dalí! Meu Quadro Favorito! Esse Homem é Demais! Maior Surreal! Claro! E a poesia, tudo a ver! Já oensei muito no tempo, agora estou mais light, deixo ele passar,seguir seu curso. E tudo ao seu tempo e no tempo certo, se soluciona, se renova, se resurge, se renasce...Enfim, o tempo não voa, nós que passamos, e vamos passando, passando...até...
Linda Postagem! Esse Blog vou recomendar aos meus colegas Educadores de Português e Literatura, quando voltar a ativa! Logo, logo! No Tempo certo! Beijos! Ceci(saudades!)

Anônimo disse...

Nossa! Caiu a ficha, Débih! Ameiiiiiii a Imagem do Quadro associada a Poesia! Ficou Perfeita! Adoro Imagens, você sabe! Não sou nada de abstração, mas o surrealismo de Dalí, eu Amo! Externar os Sonhos mais profundos com tanto Talento e sensibilidade, é Irretocável qualquer comentário que não enxergue tal Beleza!
É por aí, Débih! Ameiiiii! Grande beijo! Ceci

Luiz Ricardo disse...

O tempo... ô coisa que nos devora, domina e fascina...

Ainda vou saber enxergar o tempo, aí ele morto de vergonha por ser descoberto (invisível que está acostumado a ser) some e nos deixa viver à toa!