sexta-feira, setembro 21, 2007

Mais Saudade

Ei, psiu, saudade
Coração, tun tun, saudade
Que alimenta a lembrança
O lago na grama
Na janela a rosa
A caixa de lápis

Tic tac, saudade
Cantiga que nina
Que rima
O berço
O quarto
A classe
As cadeiras em fila
O salão apagado
Os doces no chão
A música lenta
A dança ensaiada

Ah sim! Saudade
O rosto molhado
A chuva caindo
A emoção espalhada
É só a saudade
Em mim desorganizada

Ei, psiu! Tun tun
Tic tac, ah sim!
Saudade.

Débora L. H.
Abril 2002

3 comentários:

Bruxinhachellot disse...

Tun tun fez a saudade dentro do peito ao som do tic tac das horas sem fim.

Beijos de Sol e de Lua.

Fátima disse...

Que bonito momento de poesia!
EXCELENTE!!

um abraço

disse...

Guria.

Lindo poema.